Estudo e trabalho no exterior: países e regras



Estudo e trabalho no exterior: países e regras
Cami Pinheiro
 
Você sonha em estudar no exterior ou está programando uma viagem de intercâmbio, mas tem dúvidas sobre as regras e quais países permitem conciliar estudo e trabalho? Pensando nisso, o Tudo para Viajar selecionou algumas informações úteis para quem pensa em viajar, estudar e trabalhar, mas não sabe em qual país se aventurar.
Cidadãos brasileiros podem aplicar pedidos de permissões de trabalho em países como Austrália, Canadá, França, Estados Unidos, Irlanda, Nova Zelândia, entre outros. O principal requisito é que seja um estudante no país de destino, não importando se é um intercambista de idioma ou estudante de cursos de graduação ou pós.


 
Encontrar um trabalho de meio turno enquanto estuda é uma ótima oportunidade para ganhar não só dinheiro, mas também experiência profissional. Se esse é o seu objetivo, é importante pesquisar quais os países que é permitido estudo e trabalho. Mas lembre-se, as leis mudam constantemente e, portanto, verifique antes de programar a viagem.
Para quem pretende embarcar nessa aventura a IE Intercâmbio no Exterior oferece um mundo de intercâmbio para você, são diversos tipos de programas que vão desde cursos de idiomas, High School, Intercâmbio de Férias, Estudo e trabalho até Cursos profissionalizantes. 
Confira as regras dos países mais procurados para intercâmbio cultural.

 
............................................................................................................................................................. 
África do Sul
O visto de estudante é necessário para quem vai ficar mais de 90 dias no país, quem pretende apenas estudar na África do Sul por um período igual ou inferior a três meses pode viajar com o visto de turista.  Já com o visto de estudante é possível trabalhar por até 20 horas semanas. O lado negativo é que não há tantas ofertas de empregos como em outros países e os salários costumam ser baixos, mas vale a experiência e também para aperfeiçoar o idioma.

............................................................................................................................................................. 
Alemanha
Para os vistos de estudante ou trabalho no país, é necessário fazer o pedido nos consulados no Brasil. Mas, para intercâmbios de mais de três meses, o visto é fornecido na hora do desembarque no país, uma vez que o estudante já tenha solicitado no consulado no Brasil que envia o pedido ao departamento de vistos para estrangeiros da Alemanha que autoriza a emissão. O processo demora em média de seis a oito semanas. O visto de estudante permite trabalhar até 20 horas semanais. Os brasileiros têm ainda uma vantagem, pois podem solicitar um visto de estágio que pode ter duração de até três meses.

............................................................................................................................................................. 
Argentina
Todos os brasileiros que querem estudar na Argentina por mais de três meses devem obter o visto de estudante, o visto pode ser solicitado no consulado Argentino mais próximo ao seu domicílio. Não é permitido ao estudante estrangeiro exercer atividade remunerada na no país. No entanto, os estudantes brasileiros podem ser beneficiados com o acordo Brasil-Argentina e obter um visto especial para estudar e trabalhar. Para trabalhar na Argentina os brasileiros devem solicitar um documento especial, o Código Único de Identificação do Trabalho (CUIL), para isso basta apresentar a carteira de identidade ou o passaporte e visto de estudante.

............................................................................................................................................................. 
Austrália
O estudante que deseja estudar na Austrália por um período de até 12 semanas, poderá fazê-lo com visto de turista, para um período maior é necessário obter o visto de estudante. Para visto de estudante, com permissão de trabalho é necessário matricular-se em curso superior a três meses, com no mínimo 20 horas de aula por semana. Também é obrigatório realizar alguns exames médicos, assim como fazer o pagamento integral do curso. O visto deve ser solicitado com dois meses de antecedência é costuma ser dado pelo período do curso e mais um mês. Com o visto de estudante, brasileiros podem trabalhar legalmente no país por 20 horas semanais.

............................................................................................................................................................. 
Canadá
O visto Canadense é obrigatório para Brasileiros que pretendem estudar ou trabalhar no país, e deve ser solicitado no Brasil com três meses de antecedência da data de início do curso, pois é necessário que o estudante esteja matriculado em uma escola no Canadá para o recebimento da Carta de Confirmação de Matrícula para solicitar o visto. Estudantes matriculados em programas de cursos técnicos ou universitários poderão trabalhar legalmente no Canadá, não sendo necessário nenhum visto especial, apenas visto de estudante. Não é muito difícil conseguir trabalho, desde que o estudante já tenha um nível de avançado do idioma inglês ou francês, dependo da cidade onde for estudar.

............................................................................................................................................................. 
Chile
Todos os brasileiros que querem estudar no Chile por mais de três meses devem obter o visto de estudante. Entretanto, não é permitido trabalhar no Chile com visto de estudante. Mas o país oferece a opção de conciliar várias opções de voluntariado ou estágio não remunerado em multinacional e em órgãos do Governo para universitários e pós-graduados com bom nível de espanhol.

............................................................................................................................................................. 
China
Para desenvolver atividade remunerada na China é necessário obter o visto de trabalho, basta solicitar com a embaixada ou consulado chinês. A quantidade de horas semanais permitidas depende de cada programa.

............................................................................................................................................................. 
Espanha
A Espanha não exige visto para viagens de turismo por um período de até três meses. Para um período maior é necessário requerer o visto no consulado. Para concedê-lo, o país exige comprovante de matrícula e de residência durante a vigência do curso, termo de responsabilidade assinado pelos pais ou demonstrativo de renda, atestado médico e seguro-saúde. Para trabalho, é necessário apresentar o contrato enviado pela empresa, autorizado pelo Ministério do Trabalho da Espanha, atestado médico e de antecedentes criminais. Os estudantes internacionais podem solicitar a permissão de para trabalhar até 20 horas por semana.

............................................................................................................................................................. 
Estados Unidos
Brasileiros precisam de visto para ingressar aos Estados Unidos, seja para turismo, trabalho ou estudo. Trabalhar nos Estados Unidos antes de completar os estudos vai depender do seu visto de estudante. O visto F-1 e J-1 em certas ocasiões permitem exercer funções dentro do campus universitário por no máximo 20 horas por semana durante o período de aulas, e até 40 horas semanais durante as férias. Já estudantes M-1 não podem trabalhar dentro nem fora do campus por toda a duração dos estudos no país.

............................................................................................................................................................. 
França
Os cidadãos brasileiros não precisam de visto de turismo para ingressar na França para ficarem até três meses. Para o visto de trabalho, é necessária a apresentação do contrato de trabalho em algum consulado e outros documentos. Para estudar, é exigido comprovante de matrícula, termo de responsabilidade assinado pelos pais e pelo menos US$ 300 para cada mês de permanência. Estrangeiros com visto de estudante podem trabalhar até 20 horas semanais. É permitido trabalhar tanto no Campus como fora dele, desde que tenha um cartão de residência e esteja estudando em uma instituição que ofereça acesso a previdência social. Durante o período de estudo, pode trabalhar meio turno e, durante as férias, em período integral, desde que não ultrapasse o máximo de horas permitido durante o ano.

............................................................................................................................................................. 
Irlanda
Para adquirir o visto de estudante na Irlanda e permissão de trabalho estudantes precisam adquirir um curso de no mínimo 25 semanas de estudo e de o mínimo de 15 horas semanais. Estudantes poderão trabalhar 20 horas semanais e 40 horas durante as férias. Quem se matricula num período de seis meses, ganha o direito de permanência por ate um ano no país com direito a emprego remunerado. Não é necessário o conhecimento prévio de inglês para poder se candidatar ao visto de estudante.

............................................................................................................................................................. 
Itália
A Itália não exige visto dos turistas brasileiros que permaneçam por um período inferior a três meses. Algumas Escolas de italiano oferecem programas de estágio não renumerado, denominado de INTERNSHIP, ou seja, um programa que concilia estudo do italiano geralmente no período matutino e estágio no período vespertino. Prazo mínimo de duração do programa é de dois meses e máximo de três meses.

............................................................................................................................................................. 
Japão
Os estrangeiros que pretendem estudar no Japão precisam obter visto que permite a sua permanência no país. É possível solicitar o visto de estudo para curso universitário ou para o curso pré-universitário. Contudo, para exercer atividades remuneradas no Japão, além do visto é necessária autorização, que deverá ser solicitada no Posto de Imigração Regional. Com a autorização é possível trabalhar 28 horas semanais. Já aos pré-universitários é permitido 4 horas diárias.

............................................................................................................................................................. 
Nova Zelândia
Intercambistas que estiverem matriculados em cursos com 14 semanas ou mais de duração poderão viajar a Nova Zelândiacom permissão para trabalhar. A regra vale apenas para os cursos vinculados às escolas cadastradas pela NZQA (New Zealand Qualifications Authority). Além disso, é preciso realizar no mínimo de 20 horas de estudo por semana. A permissão de trabalho será oferecida a estes estudantes que passarão a poder trabalhar 20 horas semanais durante sua estadia no país. Estudantes de cursos de duração maior que 12 meses, poderão trabalhar integralmente.

............................................................................................................................................................. 
Reino Unido
Brasileiros a turismo ou estudos por menos de seis meses não precisam de visto para a Inglaterra. Se você for estudar por mais de seis meses será necessário obter visto de estudante. Estudantes universitários com nível NQF6 podem trabalhar por 20 horas por semana durante os estudos e tempo integral durante as férias. Outros estudantes podem trabalhar por 10 horas semanais e tempo integral durante as férias. É necessário nível mínimo de inglês para requerer o visto de estudante tier 4 no Reino Unido.

............................................................................................................................................................. 
Suíça
Caso seu curso seja realizado em menos de 90 dias, você pode entrar na Suíça apresentando apenas o passaporte, as passagens aéreas de ida e volta e um valor em dinheiro sufi ciente para se sustentar nesse período. Para os cursos com duração superior a três meses, no entanto, é preciso solicitar o visto de estudante. O processo para a obtenção do documento leva de dez a 16 semanas. O estudante estrangeiro não pode exercer nenhuma atividade remunerada na Suíça. O visto dá direito somente a estudar e a estagiar. Quem quiser trabalhar precisa obter o visto próprio para esse fim.

............................................................................................................................................................. 
Quer fazer um intercâmbio cultural e ainda trabalhar no exterior? Conheça o Programa Trabalho e Estudo da IE Intercâmbio.
 
IE Intercâmbio no Exterior
www.ieintercambio.com.br
.............................................................................................................................................................
Leia também:
Intêrcâmbio

Poderá também gostar de:
Florianópolis
O que ver e fazer em Florianópolis, Santa Catarina.
Manaus
Foto: Lucia Barreiros da Silva No centro da maior floresta tropical do planeta encontra-se Manaus, cujo nome tem origem da tribo de índios M
Parques em Orlando
Conheça os Parques de Orlando,a capital mundial da diversão.
Colômbia
fdfdf

Busca

Tradutor

Portuguese Chinese (Simplified) English French German Italian Spanish